IPVA PE 2021

Cobrado todos os anos, o IPVA é um imposto com pagamento obrigatório que todo proprietário de veículos como carros, motos, ônibus e caminhões, deve pagar para estar regulado junto ao órgão DETRAN. O IPVA PE 2021, assim como nos demais ano, é cobrado no início do ano, durante os três primeiros meses. O calendário com todas as datas e prazos é disponibilizado no site do DETRAN com antecedência para que os proprietários de veículo possam se preparar.

IPVA 2021 PE - Tabela, consultas, alíquotas e como pagar

Todo o valor arrecadado para o tributo é destinado aos órgãos públicos para melhorias em vias, fiscalização de trânsito e sinalização. Metade é para o governo municipal e a outra metade para o governo estadual.

Os veículos só podem circular por vias públicas com o documento em dia, pois a CRLV (licenciamento) só pode ser emitido após o pagamento do IPVA e do seguro DPVAT. O não pagamento do tributo pode ocasionar multas e juros. Se o motorista voltar a circular com documento irregular, pode ter o veículo apreendido, ser multado e ter pontos adicionados a carteira de motorista.

O valor do IPVA é calculado com duas informações: o valor atual do veículo na Tabela FIPE e também o valor da alíquota, que é definido pela Secretaria da Fazenda (SEFAZ), diferente para os demais tipos de veículo.

Valor venal x alíquota = IPVA

Motos com cc entre 50 e 600: 1% até 3,5% de alíquota;

Carros de até 180 cv ou acima: 3% de alíquota;

Ônibus e caminhões: 1% de alíquota;

Micro-ônibus: 3% de alíquota.

 

Os valores mudam um pouco de ano para ano, mas não é comum uma alta diferença entre o ano anterior, portanto os motoristas não precisam se preocupar. O DETRAN busca encontrar uma padronização de todos os seus processos em todos os estados, para não haver problemas e desencontro de informações.

O DETRAN PE oferta descontos e formas mais fáceis de pagamento para os motoristas que o fizerem com antecedência. É possível parcelar o valor integral em até três vezes, ou paga-lo completamente com redução em até 20% do valor inicial.

As datas são divulgadas pelo DETRAN com antecedência através do calendário oficial. Lá é possível conferir os prazos de pagamento para se preparar para o imposto.

A ordem de pagamento está diretamente relacionada ao número final de placa dos veículos terrestres. Portanto, os veículos cuja placa termina em 1 (um), são os primeiros que devem quitar o valor. A ordem cresce até, por fim, terminar com o número 0 (zero).

O não pagamento deste imposto gera multas e até mesmo uma possível apreensão do veículo. Enquanto o valor não for quitado, não é possível emitir o licenciamento do veículo, a CRLV, cujo porte é obrigatório para a circulação.

Se o motorista for autuado sem o documento ou com ele em atraso ou irregular, o motorista será multado, terá a carteira de motorista pontuada em até sete pontos, o que categoriza uma infração gravíssima. Policiais e fiscais de trânsito do DETRAN têm o poder para realizar blitz e demais fiscalizações de veículos. Verifique o calendário junto ao DETRAN.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *